sábado, 15 de outubro de 2011

FALANDO SOBRE O QUERIGMA



APRENDENDO UM POUQUINHO MAIS SOBRE O QUERIGMA



• Querigma – Primeiro anúncio – falar do amor de Deus, do pecado, da salvação ganha por Jesus, da fé e conversão, do Espírito Santo e da vida em comunidade.

• Redemptoris missio, nº44 – Querigma é a proclamação vigorosa de Jesus morto e ressuscitado.

• Meta do anúncio Querigmático – Encontro pessoal com Jesus pela fé e pela conversão e proclamação de Jesus como Senhor e Salvador.

• Doc.Aparecida nº226a – Em nossa igreja temos que reforçar quatro eixos: a) a experiência religiosa – Em nossa Igreja devemos oferecer a todos os fiéis um encontro pessoal com Jesus Cristo, uma experiência religiosa profunda e intensa, um anúncio querigmático e o testemunho pessoal dos evangelizadores, que leve a uma conversão pessoal e a mudança de vida integral.” Mudança de vida é conversão.

• Doc.Aparecida nº278a - “O querigma não é somente uma etapa, mas o fio condutor de um processo que culmina na maturidade do discípulo de Jesus Cristo. Sem o querigma, os demais aspectos desse processo estão condenados a esterilidade, sem corações verdadeiramente convertidos ao senhor. Só a partir do querigma acontece a probabilidade de uma iniciação cristã verdadeira. Por isso, o Igreja precisa tê-lo presente em todas as suas ações.”

• Doc.Aparecida nº279 – “A formação obedece a um processo integral, ou seja, compreende várias dimensões, todas harmonizadas entre si em unidade vital. Na base dessas dimensões está a força do anúncio querigmático. O poder do Espírito e da palavra contagia as pessoas e as faz escutar Jesus Cristo, a crer nele como seu Salvador, a reconhecê-lo como quem dá pleno significado a suas vidas e a seguir seus passos. O anúncio se fundamenta no fato da presença de Cristo Ressuscitado hoje na Igreja, e é fator imprescindível do processo de formação de discípulos e missionários.”

• Doc.Aparecida nº289 – “Sentimos a urgência de desenvolver em nossas comunidades um processo de iniciação cristã que comece pelo querigma e que, guiado pela Palavra de Deus, conduza a um encontro pessoal, cada vez maior, com Jesus Cristo, perfeito Deus e perfeito homem, experimentado como plenitude da humanidade e que leve á conversão, ao seguimento em uma comunidade eclesial e a um amadurecimento de fé na prática dos sacramentos, do serviço e da missão.”


Bom já sabemos o que é o querigma e como é importante falarmos dele. Aí vem o problema: como pregar isto para as crianças?

Como nos propõe o doc. Aparecida nº441 f e o 446 d devemos estudar e considerar as pedagogias adequadas para a educação na fé das crianças... e ...implementar uma catequese atrativa para os jovens que os introduza no conhecimento do mistério de Cristo... Em outras palavras, devemos aperfeiçoar o nosso jeito de trabalhar com as crianças e os jovens buscando recursos que facilitem seu encontro com Cristo. Pensando nisto, o projeto Talita Cumi criou o querigma das cores para crianças, onde cada cor representa um tema a ser trabalhado.


1. O amor de Deus (amarelo) - Amarelo porque lembra o sol. O sol nos aquece, nos ilumina, não escolhe sobre quem vai brilhar. Assim é o amor de Deus.
2. O pecado (preto) - Preto porque representa a ausência de luz. O que não está iluminado, está no escuro.
3. Jesus salvador (vermelho) - Vermelho porque é a cor do sangue de Jesus. Porque por seu sangue fomos salvos.
4. Fé e conversão (verde) - Verde é a cor da esperança e fé é o fundamento da esperança, é a certeza naquilo que não podemos ver.
5. Espírito Santo (branco) - Branco da pomba, que representa a paz, que é por conseguinte um fruto do Espírito Santo.
6. Comunidade (azul) - Azul por causa do manto de Maria, serva que soube viver em comunidade.
Para pregar o querigma  podemos usar de músicas, brincadeiras, gincanas, teatros, fantoches, histórias bíblicas...



“ Nenhuma metodologia dispensa a pessoa do catequista no processo da catequese. A alma de todo método está no carisma do catequista, na sua sólida espiritualidade, em seu transparente testemunho de vida, no seu amor aos catequisandos, na sua competência quanto aos conteúdos, ao método e á linguagem. O catequista é um mediador que facilita a comunicação entre os catequizandos e o mistério de Deus, e das pessoas entre si e com a comunidade.” (A caminho do DNC no. 197)

Nenhum comentário:

Postar um comentário